Sintomas


Os principais sintomas da EM são classificados como surtos. Surtos são déficits neurológicos (perda de função) com duração superior a 24 horas na ausência de febre ou infecção.
 

Características do surto:

  • Aparecimento de novo déficit neurológico ou piora de sintoma neurológico antigo.
  • Duração superior a 24 horas.
  • Aparecimento de um novo sintoma neurológico após um intervalo superior a 30 dias desde o começo do último surto.
  • Ausência de febre ou infecção.
  • Outras causas devem ser descartadas.
  • Exemplos de sintomas sugestivos de surto:
  • Distúrbios Visuais (geralmente redução da visão)
  • Alteração da movimentação ocular extrínseca (visão dupla)
  • Fraqueza (ex: fraqueza de ambos os membros inferiores – paraparesia, fraqueza de um dos membros – monoparesia, fraqueza de metade do corpo – hemiparesia)
  • Desequilíbrio
  • Alterações Sensitivas (perda ou alteração da sensibilidade, parestesia)
  • Incoordenação
  • Disfunção Vesical e/ou Intestinal (incontinência ou retenção urinária e fecal)
  • Disfunção Sexual
  • Disartria (dificuldade para articular a fala)
  • Disfagia (problemas de deglutição)
  • Dor em hemiface intensa (neuralgia do trigêmeo)

Outros sintomas relacionados à EM:

  • Fadiga
  • Espasticidade
  • Espasmos
  • Dor
  • Intolerância ao calor
  • Alterações Emocionais
  • Alterações Cognitivas
  • Sintoma de Lhermitte (sensação de choque que irradia para as costas e pernas quando opescoço é flexionado)


O que são sintomas paroxísticos?

Os sintomas paroxísticos são manifestações neurológicas curtas, com duração de segundos ou alguns minutos, e que se repetem várias vezes ao dia por um período de tempo.


Não caracterizam surtos pois não tem duração superior a 24 horas.


Alguns exemplos de sintomas paroxísticos são: dor facial intensa, dificuldade para articular a fala, comprometimento da coordenação, espasmo tônico (enrijecimento prolongado do músculo), sensações desagradáveis no membro ou diplopia (visão dupla).


Outras causas para a piora dos sintomas:

  • Temperatura ambiental elevada
  • Infecções
  • Menstruação
  • Estresse
  • Fadiga
  • Oscilações diárias

O reaparecimento de sintomas antigos pode ocorrer nestas situações, mas tendem a terminar abruptamente com o fim destes eventos e têm duração inferior a 2 horas.